Páginas

domingo, 12 de junho de 2011

Cientistas portugueses identificam zonas de Marte onde vida é mais provável


Uma equipa de cientistas portugueses identificou os lugares de Marte onde é mais provável a existência de vida. Esses locais parecem ser também os mais favoráveis para os astronautas aterrarem caso façam uma visita a este planeta.


Segundo o geólogo Ivo Alves, da Universidade de Coimbra (informou à agência Lusa), foi graças trabalho da sua equipa que conseguiram identificar os locais de Marte onde existem campos magnéticos que protegem a superfície do planeta e quaisquer formas de vida que possa albergar.
Ele explicou que "há 3500 milhões de anos", Marte teve um campo magnético a protegê-lo das radiações cósmicas, tal como a Terra tem, permitindo dessa forma que a vida se desenvolva e evolua.

"Apontar esforços para encontrar vida" 


Contudo o núcleo de Marte deixou de girar, é hoje sólido e não produz um campo magnético global para todo o planeta. Restando assim campos magnéticos "cristalizados nas rochas" que garantem que "zonas com milhares de quilómetros quadrados" têm proteção das radiações cósmicas.
"Esses campos remanescentes podem ter preservado das radiações e permitido que houvesse evolução", referiu o cientista, explicando que é nessas zonas que será "mais interessante apontar esforços para encontrar vida".


Fonte: Expresso









Sem comentários:

Enviar um comentário